Aécio tenta limpar barra e Alckmin se aproxima do PSB

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2016 13h18
Alckmin Aécio

Com entrevista à Folha de S. Paulo na qual afirma apoio ao governo Michel Temer, Aécio Neves tenta limpar a própria barra em duas coisas: primeiro com os aliados do PSDB ao governador Geraldo Alckmin. Ele nega ter dado um golpe interno para ser reconduzido à presidência do partido.

Aécio diz que prefere que o governo dê errado apesar de o PSDB estar ao lado de Temer em vez de a sigla se omitir. Aécio tenta, assim, ser credor do PMDB para ter o apoio do partido do presidente para ser o candidato em 2018.

O mineiro vai estar no comando do PSDB até outubro do ano que vem, quando termina o prazo para o anúncio dos candidatos à Presidência da República. Assim, ele pretende expelir Geraldo Alckmin.

O governador de São Paulo faz movimentos políticos importantes. Ele acena para governadores do PSB, partido de Márcio França, que poderia abrigar Alckmin na corrida em 2018.

Assista ao comentário completo de Vera Magalhães: