Alckmin fez “malabarismo” para pagar salários em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2017 08h37
São Paulo - O governador Geraldo Alckmin fala sobre acordos de cooperação técnica para as ações de segurança e defesa nacional durante as Olimpíadas e passagem da tocha olímpica pelo estado de São Paulo (Rovena Rosa/Agência Brasil)Geraldo Alckmin

Em 2016, São Paulo por muito pouco não entrou na situação de outros Estados, como Rio Grando do Sul e Minas Gerais, de não conseguir pagar suas contas, informa a colunista Jovem Pan Vera Magalhães.

A amigos, o governador Geraldo Alckmin, que hoje contigencia o orçamento, assumiu que “teve que fazer um malabarismo” para manter as contas em dia.

A austeridade fiscal é uma marca alardeada pelos tucano paulistas desde a gestão de Mário Covas.

A retenção do orçamento, no entanto, prejudica os investimentos, algo que Alckmin deveria fazer para se cacifar a uma eventual disputa presidencial em 2018.