Campanhas notam crescimento de Haddad e lutam por voto na periferia

  • Por Jovem Pan
  • 28/09/2016 09h57
Marta

O final da campanha eleitoral para a Prefeitura de São Paulo será eletrizante. Os trackings das campanhas, aquelas pesquisas diárias que se faz por telefone, apontam mudanças a toda hora.

Um crescimento pequeno, lento, mas consistente do atual prefeito Fernando Haddad (PT) está pegando a senadora Marta Suplicy (PMDB) e o deputado Celso Russomanno (PRB) de surpresa. Haddad já aparece se aproximando da senadora nas intenções de voto.

Russomanno e Marta temem que um esforço de vereadores petistas principalmente nos “fundões” da cidade, onde se concentra o eleitorado de ambos, possa levar Haddad a um segundo turno com João Doria, este sim já consolidado. Marta e Russomanno devem reforçar o trabalho na periferia para estancar a tendência.

É possível também que Marta faça um apelo ao chamado “voto útil”, dizendo que Haddad seria trucidado por Doria no segundo turno, por ser petista, e que ela seria a única com capacidade de vencê-lo. Aliados aconselham a senadora a se utilizar da estratégia no debate na Globo desta quinta (29).