Por que deve existir diferença na quantidade de álcool consumido entre homens e mulheres?

As mulheres têm menor quantidade da enzima responsável por metabolizar o álcool; por isso e, entre outros motivos, recomenda-se uma dose de bebida alcoólica por dia, não mais que cinco vezes por semana

  • Por Camila Magalhães
  • 26/12/2020 15h36
Foto:Marcos Santos/USP Imagens Bebidas AlcoólicasÉ muito importante que as mulheres adultas e não grávidas conheçam as repercussões negativas do uso abusivo do álcool

Respondendo as dúvidas dos leitores, encontrei uma pergunta relacionada ao tema abordado na última coluna, que vale ser abordada em profundidade. A dúvida era a seguinte: ‘Dra. Camila, você disse que o consumo moderado do álcool para adultos é o de até duas doses de bebidas alcoólicas para homens e até uma dose para mulheres, mas por que dessa diferença?’ Vamos entender. 

É muito importante que as mulheres saibam que elas são mais sensíveis aos efeitos do uso abusivo do álcool do que os homens em diferentes aspectos, como do ponto de vista biológico, psicológico, histórico e social. Do ponto de vista biológico, as mulheres têm menor quantidade de líquido corporal, portanto o álcool no formato etanol, que é mais tóxico, fica menos diluído no organismo produzindo mais efeitos negativos. Além disso, mulheres têm uma quantidade menor da enzima que se chama aldeído desidrogenase que é responsável por metabolizar o álcool que quando entra no organismo é tóxico, mas que precisa desta enzima para se tornar uma substância não tóxica, e por fim, variações hormonais que as mulheres sofrem ao longo de um mês vão interferir no metabolismo e na capacidade delas eliminarem o álcool. 

Do ponto de vista histórico-social, os homens adultos até hoje bebem mais e têm mais problemas de abuso e dependência que as mulheres, mas nos últimos anos isso está mudando, as mulheres estão tendo a mesma proporção de problemas que os homens. Uma das hipóteses é que as mulheres estão investindo mais em educação e trabalhando fora de casa, mas ainda estão expostas a uma remuneração desigual, a uma intensa jornada de trabalho, perdem muito tempo no deslocamento, tem poucas alternativas de lazer e maior dificuldade de acompanhar o desenvolvimento dos filhos, e isso tudo tem levado a um aumento no consumo abusivo do álcool como uma alternativa rápida de obtenção de prazer e enfrentamento das situações estressantes. 

É muito importante que as mulheres adultas e não grávidas conheçam as repercussões negativas do uso abusivo para que se protejam mais e façam escolhas mais saudáveis. Como já foi falado, o consumo moderado de álcool em mulheres adultas é o de uma dose de bebida alcoólica por dia, não mais que cinco vezes por semana. “Mas Dra., posso juntar tudo e beber em um dia só?” Nem pensar! Daí você estará fazendo um uso pesado do álcool que irá te trazer ainda mais problemas. Um dia eu falo pra vocês sobre isso. 

Se você tiver uma pergunta ou quiser sugerir algum tema, escreva para mim no Instagram @dra.camilamagalhaes ou no e-mail dracamila@jovempan.com.br