Priscilia Queiroz conta o que a motivou a criar escola para mulheres empreendedoras

A empresária e educadora, fundadora da Rede Mulheres que Decidem, afirma que sua missão é impactar a vida de mulheres por meio da educação corporativa

  • Por Fabi Saad
  • 12/11/2020 17h26
Arquivo PessoalA empresária e educadora, Priscilia Queiroz, da escola Rede Mulheres que Decidem

Priscilia Queiroz, empresária e educadora, tem no seu DNA ajudar empreendedoras a venderem mais, pois, segundo ela, “não existem negócios sem vendas”. Casada pela segunda vez, viúva do primeiro casamento, seus filhos têm quatro patas. Hoje, sua missão é impactar a vida de mulheres por meio da educação corporativa. Confira abaixo a conversa com Priscilia:

1. Como começou a sua carreira? Comecei a trabalhar com 14 anos de idade com carteira assinada. Depois de décadas como CLT, resolvi sair da TV TEM, afiliada da Rede Globo para investir na minha carreira solo e foi um verdadeiro balde de água fria.

2. Como é formatado o modelo de negócios da Rede Mulheres Que Decidem? A RMQD nasceu em 2013 e o foco é educação corporativa, somos uma escola disruptiva de educação para a mulher empreendedora. Temos formato on, off, híbrido e toda nossa metodologia está pautada na experiência e troca entre empreendedoras com formatos baseados na autoeducação. Nossos pilares fundamentais são: lifelong learning, give back e experiências.

3. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira? Quando comprei uma empresa acreditando que estava tudo certo, mas encontrei endividamentos que me exigiram um complexo processo para reverter a situação. Esta experiência me ensinou a tomar muito cuidado com aquisições e entender que todo cuidado é pouco. Foi o que me motivou a criar a escola, para que outras empreendedoras não passassem pelo mesmo problema.

4. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal com a vida de empreendedora? Me dedico a todos os prazeres da vida. Tendo tempo para fazer o que amo e ainda trabalhar, produzir, criar e gerenciar. Costumo dizer que: “Treino é tudo, tudo é treino”. E, quando entendemos esta frase lá no âmago, compreendemos que se quisermos performar precisamos trabalhar com o tempo a nosso favor e não contra.

5. Qual seu maior sonho? Profissional: impactar a vida de 1 milhão de mulheres pela nossa Escola Rede Mulheres que Decidem. Pessoal: morar uma temporada fora do Brasil para estudar novos hábitos e conhecer culturas diferentes.

6. Qual a sua maior conquista? Ter minha liberdade financeira, ter feito de um movimento uma empresa na área da educação e contribuir para um universo empreendedor mais preparado.

7. Nos diga um livro, filme e mulher que admira. Livro: “Paulo e Estevão”, de Chico Xavier – digo que, se houvesse um dilúvio e eu pudesse salvar apenas um livro, seria este. Mulher que eu admiro: Luiza Helena Trajano. Um dos melhores filmes da minha vida é “A Corrente do Bem” – sou apaixonada pela filosofia da multiplicação dos atos. Que sejamos uma verdadeira corrente do bem para a mulher empreendedora.