Plano Safra: Tudo o que você precisa saber hoje sobre a retomada dos empréstimos e juros para o agro

Em entrevista à coluna, Wilson Vaz responde as principais dúvidas da audiência do agronegócio sobre o Plano Safra 21/22 e 22/23

  • Por Kellen Severo
  • 12/05/2022 15h19 - Atualizado em 12/05/2022 23h47
Geraldo Bubniak/AEN - 25/10/2019 Wilson Vaz, do Ministério da Agricultura, dá palestra sentado, com o microfone na mão direita Wilson Vaz é diretor de política de financiamento do Ministério da Agricultura

A sanção de um projeto de lei no Congresso (PLN1/22) destravou recursos para a retomada de empréstimos com juros do Plano Safra 21/22. Em entrevista com o diretor de política de financiamento do Ministério da Agricultura, Wilson Vaz, ele respondeu as principais dúvidas da audiência do agronegócio sobre o Plano Safra 21/22 e 22/23. “Os bancos já estão com uma série de propostas na esteira para serem contratadas e liberadas, esperando que seja autorizada pelo Ministério da Economia a retomada do empréstimo. Com a sanção do PLN1, como tornar isso operacional? Com uma autorização no Ministério da Economia para a reabertura das linhas. A expectativa é que no começo da próxima isso já aconteça.”

Os recursos liberados serão só para Pronaf ou Pronamp também? E demais produtores?
Wilson Vaz:
Todas as linhas equalizáveis como custeio para pequenos, médios e grandes produtores e também investimentos. Todas as linhas de investimentos estão contempladas nesta liberação para todas as categorias.

A qual taxa de juros será ofertado o recurso do Plano Safra 21/22? As mesmas de antes do bloqueio nos empréstimos?
Wilson Vaz:
São as taxas estabelecidas no Plano Safra 21/22, em junho do ano passado.

Quanto tempo vai levar até os bancos disponibilizarem os recursos? 
Wilson Vaz: Os bancos já estão com uma série de propostas na esteira para serem contratadas e liberadas, esperando que seja autorizada pelo Ministério da Economia a retomada do empréstimo. Com a sanção do PLN1, como tornar isso operacional? Com uma autorização no Ministério da Economia para a reabertura das linhas. A expectativa é que no começo da próxima isso já aconteça.

Qual o valor foi desbloqueado para operar dentro desse plano safra ainda?
Wilson Waz:
A avaliação é que existam aproximadamente R$ 23 bilhões represados. Com o PLN1, esses recursos poderão ser contratados até 30 de junho

Tem previsão de data para efetivação do Plano Safra 22/23? 
Wilson Vaz: No ano passado, anunciamos o Plano Safra em 22 de junho. No ano retrasado, anunciamos em 17 de junho. Neste ano, é uma situação mais delicada do que nos anos anteriores, vamos trabalhar com o prazo da segunda quinzena de junho, a exemplo dos dois últimos anos. Estamos trabalhando a todo vapor para viabilizar e de modo que na safra ele já esteja operacional no dia 1º de julho.

Os juros do Pronaf 22/23 vão aumentar muito?
Wilson Vaz:
A única certeza é que o Pronaf terá sempre a melhor taxa. Ainda não temos clareza de quais serão.

Os valores estimados do Plano Safra 22/23 serão semelhantes ao da safra passada? R$ 22 bilhões para subvenção, como pede a CNA, é factível? 
Wilson Vaz: Na nossa avaliação, R$ 22 bilhões para subvenção é factível. Os custos financeiros estão altos, e a proposta, factível. Tanto a da CNA quando da OCB

De onde virão os recursos?
Wilson Vaz: Não temos essa resposta ainda. A demanda é dessa ordem [R$22 bilhões]. Vamos ver.

Veja as taxas de juro em vigor no plano safra 21/22

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.