Trator autônomo estará disponível para agricultores já neste ano

Produção e lançamento comercial terão início nos Estados Unidos e só depois devem avançar para o Brasil e outros países; confira entrevista o diretor de inovação da empresa John Deere

  • Por Kellen Severo
  • 12/01/2022 09h00
John Deere/DivulgaçãoNovidade foi anunciada pela empresa norte-americana John Deere na maior feira de tecnologia do mundo

O desenvolvimento de novas tecnologias no agronegócio está avançando a passos largos. Imagine que, em 2022, agricultores já terão à disposição tratores que não precisam de operadores: são máquinas autônomas que fazem o trabalho sozinhas. A novidade foi anunciada pela empresa norte-americana John Deere na maior feira de tecnologia do mundo, na última semana. A produção e o lançamento comercial terão início nos Estados Unidos e só depois devem avançar para outras regiões, como o Brasil. Ainda não há estimativas de valores para o novo trator.

A máquina, que faz o trabalho de campo sem a presença de humanos, foi testada por produtores rurais ao longo dos últimos anos, segundo a companhia. Para utilizá-la, o agricultor precisa conduzir a máquina até o campo e configurar a operação autônoma. O monitoramento pode ser feito à distância, assim como os comandos que determinam que o trator deslize para esquerda ou direita. O veículo autônomo tem várias tecnologias avançadas, como câmeras que permitem detectar obstáculos em 360 graus e o cálculo da distância, GPS e ferramentas que informam dados com menos de uma polegada de precisão.

A adoção de tratores autônomos em larga escala ainda vai levar alguns anos, mas vale perceber que as mudanças que a tecnologia está gerando nas rotinas do campo estão mais aceleradas do que muitos de nós poderiam prever. Hoje, ao visitar lavouras no Brasil, a gente já vê plantios e colheitas sendo feitos por máquinas supermodernas. Quando tive a experiência de dirigir tratores, inclusive, vi de perto que, em algumas fazendas, já não se precisa colocar a mão no volante para guiar. Eles fazem quase tudo sozinhos. Ainda assim, há milhares de operadores se capacitando para configurar, lidar e entender os novos jeitos de conduzir o maquinário e a agropecuária no Brasil.

Essa mão de obra precisará se especializar ainda mais para não se tornar dispensável. Há uma revolução acontecendo no agronegócio do mundo e os trabalhos manuais estão abrindo mais espaço para as máquinas. Novos empregos surgirão nesta era. É importante a gente observar esse movimento para se preparar. É o novo agro. É a agricultura de precisão, de inovação, novas tecnologias. Um caminho sem volta.

Confira mais detalhes sobre o trator autônomo na entrevista com o diretor de inovação da John Deere para a América Latina, Dan Liebfriend:

A produção em larga escala dos tratores autônomos da John Deere será global?
O plano de expansão e produção global ainda está em desenvolvimento. A partir deste ano as operações de produção terão início nos Estados Unidos e, na sequência, devem alcançar também outros territórios.

Os produtores brasileiros poderão comprar o trator autônomo também em 2022? Estará disponível para compra no Brasil a partir de quando?
Haverá um lançamento comercial limitado da solução nos Estados Unidos neste ano, enquanto o plano de expansão global ainda está em desenvolvimento.

Já tem estimativa de quanto a mais custará em comparação aos não autônomos?
Não temos dados percentuais para divulgar em relação a isso. Ainda estamos trabalhando nas soluções de preços específicas para cada localização e anunciaremos à medida que lançarmos para os clientes. Acreditamos que a automação e a autonomia também continuarão a gerar melhores resultados para os agricultores. O trabalho mais eficiente ajuda os agricultores a realizar tarefas importantes de forma mais eficaz, resultando em mais safras que produzem mais alimentos.

Algum lugar do mundo já usou o trator autônomo? Foram feitos experimentos em fazendas? Houve algum índice de acidentes e métricas relacionadas à segurança operacional do veículo?
Esta solução tem sido utilizada por clientes no campo ao longo dos últimos anos. O feedback e a contribuição dos clientes foram fundamentais para orientar as decisões da John Deere durante o processo de desenvolvimento do produto.

Quando a John Deere acredita que esses veículos estarão sendo utilizados em larga escala?
A adoção de cada tecnologia é determinada pelos próprios produtores. Nossa missão é desenvolver as ferramentas que eles precisam para obter sucesso e criar tecnologias baseadas em suas necessidades. Ainda temos um longo caminho a percorrer, mas a oportunidade é excelente.

Haverá algum plano para treinar operadores? Eles ficarão em uma sede acompanhando o trabalho à distância?
Nossos concessionários John Deere são uma parte crítica deste negócio. Estamos trabalhando em estreita colaboração com os nossos concessionários para garantir que os funcionários recebam o treinamento necessário para operar, atender e vender essa solução autônoma aos clientes.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.