Vera Magalhães: Vale paga preço mais alto pelo que parecia ter ‘economizado’ antes

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2019 08h05
EFEÉ uma empresa que foi privatizada há muitos anos, mas depois dos desastres de Mariana e Brumadinho, tudo foi colocado a perder

A Vale respondendo reativamente, de maneira bastante retrancada, aos primeiros dados econômicos no primeiro dia útil após a tragédia que ocorreu na última sexta-feira (25).

A empresa aumentou operação em Brumadinho, contratou empresa para atestar segurança, continuou construindo barragem com técnica questionável e antiga e pressionou pela não aprovação de lei mais dura, e agora pagam preço mais alto pelo que parecia ter sido economia.

Ela perdeu R$ 71 bilhões em valor na Bolsa, teve recursos bloqueados de R$ 11 bilhões, assiste o Governo fazer articulação para trocar sua direção. É uma crise imensa na imagem e valor da companhia e também na sua operação.

Vimos a prisão de cinco engenheiros e deve chegar a cargos mais graduados da diretoria da empresa. É uma empresa que foi privatizada há muitos anos, mas depois dos desastres de Mariana e Brumadinho, tudo foi colocado a perder.

Caminhos para a punição

O tom nessa seara da punição penal aumentou bastante. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foi mais dura do que havia sido antes.

A deputada Janaína Paschoal disse que o Código penal já dá o caminho para ação por omissão da diretoria da Vale, já que tinha antecedente e ainda assim a empresa manteve funcionários em situação de risco, além de toda a comunidade. Ela acha que não há que se seguir pela legislação ambiental, mas pela legislação penal.

Devemos assistir uma punição mais eficaz e mais rápida do que vimos em Mariana.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: