Se sua mãe teve câncer de mama, fique atenta para a realização de exames

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2017 09h22
O governador Geraldo Alckmin durante anúncio de Programa de Rastreamento de Câncer de Mama - "Programa Mulheres de Peito". Data: 05/02/2014. Local: São Paulo/SP. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIAÉ recomendado que a avaliação comece de 5 a 10 anos antes da idade que sua mãe foi diagnosticada com a doença

Uma dúvida que muitas mulheres filhas de mulheres que tiveram câncer de mama têm é quando devem fazer exames de rastreamento para essa doença.

Se você é filha de uma mulher que teve câncer de mama jovem com, por exemplo, 35 anos, mesmo sem mutação genética, é recomendado que a avaliação comece de 5 a 10 anos antes da idade que sua mãe foi diagnosticada com a doença. Esse monitoramento deve ser feito com ultrassonografia das mamas e, em alguns casos, também com mamografia.

Atenção: a filha não terá necessariamente câncer de mama, mas o risco, mesmo não tendo mutação genética, aumenta por causa do histórico familiar.

Os tratamentos para o câncer de mama evoluíram muito nos últimos anos e o diagnóstico precoce é muito importante para o sucesso deles.

Somos o Instituto Vencer o Câncer. Estamos juntos com você nessa luta. Acesse o nosso site: vencerocancer.org.br