A CPI Petrobras está servindo para alguma coisa, para se descobrir pra onde foi o dinheiro?

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2014 18h14

Nêumanne, a CPI está servindo para alguma coisa, para se descobrir pra onde foi o dinheiro de quem arrombou a Petrobras?

O depoimento de Nestor Cerveró, o ex-diretor internacional da Petrobras transformado em diretor financeiro da BR Distribuidora depois de ter fornecido o documento que a Dilma Rousseff na presidência do conselho nacional de admnistração da Petrobras, considerou juridicamente falho, foi a Petrobras depôr e disse que Pasadena não é uma sucata.

Quem é que está interessado nisso? Qual é a importância disso? Afinal de contas, é pra isso que o governo transformou a CPI numa chapa branca?

Olha, a notícia importante é a reação da Polícia Federal, tanto a essa palhaçada da CPI quanto a jurisprudência iô-iô, criada pelo ministro Teori Zavascki, aquele juiz cuja cabeça tem duas sentenças, ao mandar soltar todo mundo da operação lava-jato e manter solto apenas o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Pois é, a Polícia Federal, sem se referir a nenhum dos episódios – nem à CPI, nem ao Supremo Tribunal -, simplesmente divulgou que já há uma conexão entre a compra de Pasadena e lavagem de dinheiro e também sobre a existência de indícios claros de que houve um grupo organizado assaltando os cofres da Petrobras. É claro que é uma opinião da polícia. A polícia ainda não tem dados que possa comprovar isso, mas já ficou claro que, se houver alguma coisa que possa vir a aparecer – se o Supremo deixar, se o ministro Teori Zavascki deixar -, vai ser da Petrobras.

É aquilo que eu tô falando: a Petrobras é dividida em vários grupos e nessa divisão é que vem à luz os fatos interessantes.

Não interessa se Pasadena é sucata; interessa é descobrir se houve realmente lavagem de dinheiro em sua compra. E isso é a Petrobras é que está indicando o caminho. Apesar de tudo, apesar dos percalços, apesar de estar enxugando gelo – como se diz na gíria. Pois é, vamos ver em que isso vai dar. Agora, cada vez que aparece uma notícia dessa da Polícia Federal, fica clara a palhaçada do governo que não quer apurar nada sobre a Petrobras e da oposição que também evita apurar para não ficar exposta no caso Alstom, em São Paulo, e no Porto de Suape, em Pernambuco.

Pelo amor, tá difícil viver no Brasil!