De repente, os conselhos de ética da Câmara e Senado funcionaram

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2015 16h50
Lucio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados Conselho de Ética sorteia três nomes para nova relatoria de representação contra Cunha

O comentarista José Nêumanne Pinto fala sobre a manhã desta terça (15), quando o Conselho de Ética da Câmara “de repente funcionou”. Por 11 votos a 9, continua a ação que pede a cassação de Eduardo Cunha, presidente da Casa, por quebra de decoro. Nêumanne ressalta que o fato de Cunha ter procurado o mesmo Conselho para dizer que não tinha contas na Suíça prova que ele mentiu. Já no Conselho de Ética do Senado, Delcídio Amaral é “aquele meliante que é flagrado com a boca na botija”.

*Ouça o áudio completo