Delação de João Santana vai atingir o coração do partido criminoso

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2017 08h30
Roberto Stuckert/Divulgação - 2/11/10 Roberto Stuckert/Divulgação - 2/11/10 João Santana entre ex-presidentes Lula e Dilma durante campanha presidencial de 2010

Ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, homologa delações de João Santana e Mônica Moura.

Os marqueteiros prestaram serviços para as campanhas de Lula e Dilma, e devem confirmar o recebimento de caixa 2 delatado pela Odebrecht.

Marco Antonio Villa comenta: o fato mais importante é a questão da delação do casal.

Pega as campanhas de Lula, Dilma, as municipais do partido criminoso e eleições na América Latina.

Esse é o grande fato que vai atingir o coração do partido criminoso.

Não sei se Dilma vai continuar gostando de João Santana após ver o conteúdo da delação.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.