Delação de Machado faz parecer que o crime compensa

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2016 14h02
Cartaz: Chega de Corrupção

O comentarista Jovem Pan Marco Antonio Villa ressaltou em seu destaque final a importância de a íntegra da delação de Sérgio Machado, de mais de 400 páginas, estar disponível online. (parte 1 e parte 2)

O comentarista deduz que o “filet mignon” dos desvios ficou com o PT.

Machado foi convidado a três anos de prisão domiciliar, em casa com piscina e quadra poliesportiva.

Os rendimentos do filho de Machado de R$ 4.800 no ano e bens de milhões de libras esterlinas.

Diz também que devolve R$ 80 milhões. Vão para a União 80% e 20% para a Transpetro.

Villa destaca também a estimativa de “cerca de R$ 100 milhões” de propina.

Edison Lobão levou, segundo Machado, R$ 24 milhões, e Renan Calheiros, R$ 32 milhões.

Como eles sacavam R$ 500 mil em dinheiro vivo? E a Receita Federal? E os bancos? Como entra e sai sem registro?

Ao terminar de ler as mais de 400 páginas da delação, o comentarista chegou à conclusão de que no Brasil o crime compensa.