Dilma evita críticas ao governo chavista e “incompatível com a democracia” na Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2014 16h08

Todos nós estamos acompanhando com preocupação a crise na Venezuela, cujo governo “chavista” tem fama e do mais alto prestígio com os petistas que estão no governo federal no Brasil, segundo o comentarista da Rádio Jovem Pan José Nêumanne.

“Morre gente todo dia, é absolutamente incompatível com a democracia (…), mas isso não convenceu a presidente Dilma Rousseff a protestar contra o seu amigo Nicolás Maduro, que é um desastre no governo chavista da Venezuela. Nem mesmo os dois mortos no começo da semana, chegando agora a 15, animaram a presidente a falar alguma coisa de mais útil”, disse.

Dilma, que estava em Bruxelas reunida com a União Europeia, disse: “Não cabe ao Brasil discutir a história da Venezuela e nem o que ela deve fazer, pois iria contra o que nós defendemos em termos de política externa. Não nos manifestamos sobre a situação interna dos países, eu só queria dizer que para o Brasil, para essa região da América Latina, é importante que se olhe para a venezuela sempre para do ponto de vista também dos efetivos ganhos sociais que eles tiveram nesse processo, em termos de saúde e de educação para o seu povo”.

Segundo Nêumanne, a presidente afirmou que a situação da Venezuela não é igual à da Ucrânia. “Pelo amor de Deus! Nenhum imbecil acha que tem alguma coisa a ver, um país eslavo com um país latino-americano”, exclamou o comentarista.

Confira o comentário completo de José Nêumanne no áudio acima.