Dom Paulo Evaristo Arns foi um homem de coragem

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2016 10h43
Dom Paulo Evaristo Arns

O Arcebispo Emérito de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns, morreu nesta quarta-feira, aos 95 anos.

“Um homem de coragem”, é assim que Marcelo Madureira lembra do religioso. Ateu, o comentarista destaca o prazer que tinha em escutar Arns: “sempre fiquei comovido e inspirado”.

Dom Paulo Evaristo Arns foi o religioso que dedicou sua vida a praticar o amor ao próximo e incondicional ao ser humano.

“Ele sempre viverá no coração dos democratas brasileiros”, diz Madureira ao lembrar o episódio da missa em homenagem a Vladimir Herzog, morto durante a ditadura no País.

Confira o comentário completo: