Doria subestima preço de manutenção de tarifa e equipe financeira questiona

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2016 09h41

João Doria Jr. reza em paróquia de São Paulo logo após votar no último domingo e antes de saber de resultados das eleições

João Doria Jr. reza - AE

Uma das promessas do prefeito eleito de São Paulo, João Doria Jr., foi manter a taifa de ônibus congelada em R$ 3,80. O impacto nas contas do município, no entanto, será maior do que o estimado.

Isso porque as gratuidades e os subsídios ao transporte já fornecidos consomem um valor maior do que o que a equipe de Doria imaginava. Além disso, há a inflação a ser aplicada sobre a tarifa.

Agora, a equipe do tucano avalia que manter o preço do ônibus custará aos cofres públicos municipais R$ 1,5 bilhão.

A equipe técnica quer que Doria reveja a decisão e aumente a taxa, mas isso teria um custo político enorme.

João Doria ainda avalia a situação. A decisão está menos tomada do que publicam os jornais. Aliados dele dizem que o mais provável é que ele cumpra a promessa de campanha e reveja os cálculos a partir do meio de 2017.

As informações são da colunista Jovem Pan Vera Magalhães: