E Del Nero continua sendo o único Marco Polo que não viaja…

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2016 08h33
Del Nero é acusado de estelionato

Permanência de Marco Polo Del Nero na presidência da CBF volta a travar reaproximação com a Fifa. Recebimento de R$ 326 milhões pelo legado da Copa do Mundo de 2014 é condicionado à saída do dirigente que comanda a entidade brasileira.

Marco Antonio Villa comenta: E quem vai entrar no lugar? Segundo o estatuto da CBF são sempre quatro vice-presidentes e o mais velho assume.

O Marco Polo continua não viajando, as acusações de corrupção vão passando, o Marin continua preso nos EUA, o Ricardo Teixeira, escondido mas solto, a CBF continua aprontando as suas, o tempo passa e a gente vai esquecendo as coisas, como é de hábito no Brasil.

Por isso que a Lava Jato tem um grande papel: ela não esquece. As outras acusações e inquéritos ficam ao deus-dará.