Eleições britânicas ainda não têm sinal de favorito

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2015 09h18
Primeiro-ministro do Reino Unido

No comentário desta quarta-feira (06), o correspondente internacional Caio Blinder fala sobre as eleições gerais no Reino Unido.

Nas seis semanas de campanha, que foram interrompidas com o nascimento da princesa Charlotte de Cambridge, os votos ainda não ficaram explícitos. Nem os conservadores do primeiro ministro David Cameron, nem os trabalhistas do opositor Ed Miliband têm chance clara de vitória. Nesta geração, os dois principais partidos disputam 2/3 das intenções de voto, diferente dos 90% de algumas décadas atrás.

Ouça comentário completo no áudio acima.