Ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho é alvo de condução coercitiva

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2017 09h11

O presidente do BNDESO presidente do BNDES

O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho é um dos alvos de condução coercitiva da Operação Bullish da Polícia Federal, deflagrada nesta sexta-feira (12). O mandado não foi cumprido pois Coutinho está no exterior. O executivo terá de retornar ao Brasil para depor.

A operação investiga repasses irregulares em 2007 de R$ 8,1 bilhões à empresa J&F, gigante do ramo alimentício, controladora da JBS.

A informação é da colunista Jovem Pan Vera Magalhães, que, mais cedo noticiou também que a Bullish não deriva de nenhuma outra operação em curso, mas deve se beneficiar de acordos de delação que estão prestes a sair. A nova frente de investigação pode complicar ainda mais também a situação do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci.

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS, também são alvos da Operação. Houve um pedido de prisão de Joesley Batista negado pelo juiz e convertido em condução coercitiva. Joesley deve apenas ser levado a depor, mas também se encontra fora do Brasil.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.