Exército fazendo a segurança do carnaval? Piada pronta

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2017 08h49
BRA10. RÍO DE JANEIRO (BRASIL), 10/02/2017.- Familiares de policías militarizados se concentraron hoy, viernes 10 de febrero de 2017, frente al cuartel de la Policia Militar en la zona norte de Río de Janeiro (Brasil), en el barrio Olaria y otros en las afueras de varios cuarteles de Río de Janeiro, para manifestarse por mejores condiciones salariales y de trabajo de los efectivos. La protesta comenzó de manera pacífica en las primeras horas de la mañana durante el cambio de turno en algunos batallones de la Policía Militarizada, como los de Frei Caneca, en el centro de la ciudad; Olaría y Tijuca (norte). EFE / Marcelo SayãoFamiliares de PMs do Rio de Janeiro protestam por melhores condições do lado de fora de quarteis

Forças Armadas vão reforçar a segurança no estado do Rio de Janeiro até depois do carnaval.

O pedido de reforço dos militares foi feito pelo governador Luiz Fernando Pezão durante reunião com o presidente Michel Temer em Brasília.

Marco Antonio Villa comenta: Em 1992 teve a operação Rio, quando ocorreu a maior reunião de chefes de Estados até então. À época, as forças armadas foram à cidade para fazer a segurança. A situação é a mesma.

O papel das forças armadas não é esse.

Fica aquela relativa paz. Passou o carnaval, tráfico ganha um dinheiro, depois volta à “normalidade”: assassinatos, assassinatos e assassinatos.