Existem responsáveis pela tragédia em Mariana, e não é a mãe natureza

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2015 10h40
MARIANA,MG,06.11.2015:ROMPIMENTO-BARRAGEM - Vista de área atingida pela enxurrada de lama após rompimento de barragem de rejeitos da mineradora Samarco, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG), nesta sexta-feira (6). O acidente aconteceu nesta quinta-feira (5) e inundou várias casas. Cerca de 2 mil pessoas foram atingidas diretamente pela tragédia e precisarão deixar suas casas. (Foto: Bruno Drumond/Futura Press/Folhapress) Bruno Drumond/Futura Press/Folhapress Tragédia em Mariana

O comentarista José Nêumanne Pinto fala sobre a notícia do rompimento de barragens em Mariana, em Minas Gerais. Nêumanne destaca que isso já gerou a discussão de duas fatalidades. A primeira é referente as vistorias realizadas anteriormente nos locais. No entanto, apareceu depois que um laudo do MPE de 2013 de que haveria o risco de que uma barragem rompesse. “O Estado brasileiro não dá a mínima importância para este tipo de laudo”, diz. A segunda questão é que estes órgãos dispõem de departamentos de fiscalização, que são responsáveis pela liberação e pelo uso da mineradora de seus laudos para justificar. “As pessoas continuarão desabrigadas, os mortos serão sepultados e nenhum perito, técnico, ninguém será investigado”, critica.

*Ouça o áudio completo