Fim do foro é fundamental para proclamarmos a República

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2017 10h13
Rio de Janeiro - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, visita Cartório Eleitoral de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (Tânia Rêgo/Agência Brasil)Gilmar Mendes - AGBR

O comentarista Marco Antonio Villa fala sobre a entrevista do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, que discutiu sobre o foro privilegiado.

“Antigamente ninguém fazia ideia das instâncias, hoje o povo sabe quem faz parte do Supremo, mas não sabe a escalação da seleção brasileira. Ainda bem”, ressalta o comentarista.

Por outro lado, a questão do foro privilegiado, a questão que se coloca hoje, segundo o historiador, é que aparentemente a maioria do Legislativo e Judiciário defende o fim do foro. “Tem que acabar. Todos são iguais perante a lei. O fim do foro privilegiado é fundamental para que um dia possamos proclamar a República”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo:

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.