Inaceitável soltura de juiz que vendia sentenças

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2017 10h55
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux

Tinha sido condenado um juiz de direito de São Bernardo do Campo pelo crime de concussão

Ele teria extorquido 177 vezes um empresário de Santo André.

O magistrado teria recebido R$ 20 mil por mês e exigiu da vítima uma gargantilha de ouro, três canetas da marca Mont Blanc, uma mala da Louis Vitton, shampoo de R$ 500 a unidade

A corregedoria afastou o juiz por 90 dias e o Tribunal de Justiça de São Paulo o condenou a 8 anos e 4 meses de prisão em regime fechado.

Mas chega no STF, às mãos de Luiz Fux e ele concedeu uma liminar para soltá-lo.

É inaceitável essa decisão. É um tapa na nossa cara. Para um juiz que vende sentença, essa pena é pequena.