Jaiminho inventa dados sobre mortes nas marginais

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2016 09h18
SP - MARGINAIS/SP/VELOCIDADE/DORIA - CIDADES - Placa indica velocidade máxima permitida de 50 km/h na pista local da Marginal Tietê, em São Paulo. Três dias depois de ser alvo do primeiro protesto de ciclistas contra o fim anunciado do programa de expansão das ciclovias, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), resolveu pedalar ontem e, pressionado por cicloativistas, admitiu que poderá manter a velocidade máxima a 50 km/h em alguns pontos da pista local das marginais. Até então, Doria afirmava que aumentaria os limites das duas Marginais, voltando à velocidades antigas, ?na segunda semana de mandato?. 10/10/2016 - Foto: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO CONTEÚDOPlaca indica velocidade máxima permitida de 50 km/h na pista local da Marginal Tietê

Acidentes com mortes caem 52% nas marginais do Tietê e do Pinheiros, em São Paulo.

Entre julho de 2014 e junho de 2015, houve 64 óbitos, que foram reduzidos para 31 nos 12 meses seguintes.

Marco Antonio Villa comenta: não acredito. Não acredito. Isso é Jaiminho (prefeito Fernando Haddad) inventando dados.

Não lembro de sequer um. Teve um ou outro acidente aí, dois, pode ser que tenha dois ou três.

A estratégia é dizer que se mexer na velocidade das marginais vai cair o número de mortos. É mentira.

O prefeito eleito João Doria caiu na armadilha. Ele disse ao Jornal da Manhã que uma semana após a posse voltaria às velocidades das marginais. Isso é compromisso.

Não volte atrás. Não caia na conversa dos jornais ou dos cicloativistas.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.