Kremlin não se pronuncia, mas torce por plebiscito para justificar ação na Ucrânia

  • Por Jovem Pan - Nova Iorque
  • 06/05/2014 19h47

O Governo interino da Ucrânia reconhece que perdeu o controle de parte do leste do País, onde atuam separatistas pró-Russos, diz o correspondente internacional Caio Blinder.

Já o plano do outro lado é ocupar edifícios públicos, ou mesmo cidades. Eles contam com a cumplicidade ou complacência de policiais locais.

O plano dos russos é provocar um referendo para a semana que vem no leste da Ucrânia. O Kremlin ainda não anunciou o interesse, mas o referendo poderia ser uma justificativa a Putin fazer uma intervenção mais direta, alegando defender os interesses dos da etnia russa, como foi feito no caso da Crimeia.

Confira o comentário completo no áudio.