Lula mentiu sobre encontros com diretores da Petrobras e deve ser preso

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2017 07h44
BRA105. BRASILIA (BRASIL), 13/03/2017.- El expresidente de Brasil Inácio Lula da Silva participa en la apertura del seminario del congreso de la Confederación Nacional de Trabajadores de la Agricultura (Contag) hoy, lunes 13 de marzo de 2017, en Brasilia (Brasil). Lula ignoró hoy la declaración que deberá hacer este martes ante un juez como reo y asistió a un congreso campesino con duras críticas al Gobierno de Michel Temer y casi en plan de "candidato". EFE/Joédson Alves EFE/Joédson Alves Lula - EFE

Lava Jato apresenta documentos que contrariam falas de Lula ao juiz Sérgio Moro.

O petista alega que se reuniu duas vezes com diretores da Petrobras quando era presidente, mas a operação indica mais de 20 encontros.

“Seria como aquele chefe de campo de concentração na Alemanha nazista dizer que o campo de concentração era um resort. Lula é um criminoso. Pelo menos foram 27 encontros, com Renato Duque, com Paulo Roberto Costa. E tem fotos. Em uma delas, o criminoso da Prestes Maia poderia dizer o que ele estava fazendo na foto com camiseta listrada, com chapéu Panamá, junto com Léo Pinheiro na beira da piscina do sítio [de Atibaia]”, diz Marco Antonio Villa. “Portanto, ele mentiu e não só como solto ele pode coagir testemunhas e destruir documentos”, completa.

Assista ao comentário completo:

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.