Mantega também critica entrevista de Mercadante

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2014 11h46

Reinaldo, ontem você criticou duramente a entrevista de Aloysio Mercadante. Até o Guido Mantega fez isso depois?

Pois é, coitada da presidente Dilma Rousseff. Quer dizer, mais ou menos né? Quem manda ter tanta gente atrapalhada no governo? Ela deveria seguir a máxima de que o bom governante se cerca de gente mais competente do que ele próprio. A presidente parece fazer sistematicamente o contrário. Seu antecessor, nesse quesito, era um pouquinho melhor.

Aloysio Mercadante, chefe da Casa Civil, e o maior estrategista do Planalto, segundo o juízo singular de Aloysio Mercadante, concedeu uma entrevista à Folha em que confessou que o governo está sim represando tarifas. Chamou isso de política anti-cíclica, para escândalo dos estudiosos da área. Criatividade no pensamento nunca lhe faltou.

O que esse gênio da raça queria é que os oposicionistas saíssem gritando “Olhem, vejam aí, o governo está segurando as tarifas. Isso é ruim para a economia”. Sim, é claro que é ruim para a economia. Ocorre que o ministro estava tentando atrair a oposição para uma armadilha. Com a esperteza de um macaco em uma loja de cristais, o petista pretendia jogar no adversários a pecha de defensores de um “tarifaço” contra o povo.

Na entrevista à Folha ele já os acusou de partidários da volta da inflação. A imprensa, inclusive, estaria no mesmo barco, tadinha da imprensa. Ocorre que a declaração de Mercadante é um desastre quando se considera que a economia também vive de expectativas. Aliás, elas são importantíssimas, ninguém confia na governância de um presidente que mantém preços artificialmente baixos para não elevar a taxa da inflação. Pela simples e óbvia razão de que se entende então que os fatores que elevam a dita cuja não estão recebendo o devido tratamento.

Resultado, o ministro Guido Mantega teve de vir a público ontem para dizer que Mercadante está mentindo. Não disse com essas palavras, é claro. Afirmou ainda que o governo não represa as tarifas coisa nenhuma, e que tudo está no lugar. O ocorre que Mercadante, ora vejam, está falando a verdade. Ainda que o tenha feito por maus motivos.

As declarações de Mantega foram feitas em audiência pública na Câmara dos Deputados. Sobre a compra da refinaria de Pasadena ele afirmou: “Eu estava no conselho quando foi proposta a aquisição da segunda metade. Nesse ponto, eu posso dizer que eu fui contrário à aquisição da segunda metade. O conselho como um todo não aprovou a aquisição da segunda parte”.

Sim, disso todos sabíamos. Ocorre que a Justiça americana impôs a compra em razão do acordo que a Petrobras havia assinado com a Astra. A questão é saber porque o governo nada fez depois para punir aqueles que empurraram a Petrobras para um mal negócio.