Medos do governo e dos petistas em ano de Copa e eleições

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2014 09h18

O governo e os petistas seguem com medo de que as manifestações que ocorreram em junho de 2013 ressurjam um ano depois. A diferença é que agora, em 2014, a imprensa mundial estará com todos holofotes voltados para o Brasil.

Já entre os 12 estádios que deveriam ser entregues até dezembro, apenas seis estão prontos. Muitas obras de mobilidade ainda não saíram do papel. Ao invés disso, o governo se preocupou em organizar o calendário escolar e os feriados.

Com isso, só lhes resta torcer para que o brasileiro não saia de casa, para evitar congestionamentos e colapso no transporte público. E as eleições? “O povo sabe, sim, separar a disputa política da disputa futebolística”, diz Reinaldo Azevedo, comentarista da JOVEM PAN, que explica os bons motivos que o governo tem para temer os eventos de 2014.