Mínimo de bom senso seria instalar uma só CPI da Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2014 10h47

Reinaldo, então há possibilidades de se instalarem duas CPIs da Petrobras, tanto a mista, composta por deputados e senadores, como a exclusiva, só de senadores?

Possibilidade há, mas acho que acabará prevalecendo o mínimo de bom senso com a instalação de uma só. Mas ainda existe sim o risco da comissão em dose dupla. Eis um sintoma da mais absoluta irracionalidade que tomou conta das ostes governistas. Vamos pensar um tantinho e por um pouco de lógica nessa conversa.

Os defensores da CPI mista conseguiram o número necessário de assinaturas no Senado e na Câmara, que é um terço em cada Casa. Nesta última, aliás, houve adesão de 203 deputados, bastavam 171. Há 30 senadores, bastavam 27. Ora, deixar de instalar então a comissão conjunta porque?

A crispação era tal entre os deputados que muitos, e não só os formalmente ligados à oposição, ameaçavam recorrer ao Ministério Público e ao Conselho de Ética do Senado contra Renan Calheiros. Há mais, a decisão de Rosa Weber, do STF, em favor da CPI exclusiva da Petrobras, não determinou a sua instalação nesta ou naquela Casa. A ministra se pronunciou sobre a essência e a natureza do processo de investigação como um direito fundamental da minoria, logo alcança também uma comissão mista.

Em entrevista concedida nesta terça a noite ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, o senador Aloysio Nunes Ferreira, líder do PSDB, afirmou que a oposição indicaria sim os nomes da CPI do Senado, mas que não havia aberto mão de jeito nenhum da comissão mista, também com os deputados. E, como ele observou, é claro que esta é preferível àquela. Mas, se for o caso, afirmou Nunes, que se façam então as duas comissões.

O governo quer agora restringir a investigação apenas ao Senado porque considera ter mais controle sobre essa Casa Legislativa do que sobre a Câmara. Coisa, aliás, que deveria deixar os senadores irritados, porque passam a ser tratados como capachos do Executivo.

No fim da noite desta terça Renan convocou líderes de oposição e afirmou que vai instalar na próxima terça-feira as duas CPIs exclusivas da Petrobras, uma só com senadores e outra mista. Faz sentido? Nenhum.

Se o governo não queria CPI nenhuma e depois acabou concordando com a do Senado ao menos, em que esta comissão mudaria o conteúdo da mista? Pior, o homem que anunciou a disposição de instalar as duas comissões disse que não desistiu de apelar ao Supremo para impedir a CPI só da Petrobras. Ele quer por que quer aquela comissão “X-Tudo”.

Na entrevista ao programa Os Pingos nos Is, Aloysio Nunes resumiu: “O governo não queria de jeito nenhum a CPI da Petrobras, está apavorado com essa história. A CPI é um catalisador de informações que já estão vindo de todo lado. Dentro da Petrobras você tem muita gente, de técnicos qualificados, que não se conformam com aquilo que aconteceu e que vem acontecendo. Então muitas línguas vão se destravar”. Tomara.

E só para concluir, ter duas CPIs é um troço de tal sorte irracional que me parece que o mais provável é que se instale mesmo a comissão mista.