Na França, Normandia deu cor ao impressionismo

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2016 10h38
Catedral gótica de Rouen

Olá ouvintes de Minuto Turismo, meu nome é Silvio Cioffi e hoje temos uma sugestão de viagem im-pres-sio-nan-te.

Depois de aproveitar uma visita a Paris, capital da França e a metrópole mais visitada por turistas em todo o mundo, uma sugestão é viajar até a região da Normandia.

Especialmente agora, quando as temperaturas esquentam, e ate setembro, essa região mostra o porquê de ter sido o cenário dos artistas que criaram o Impressionismo.

Corria o século 19 quando o pintor francês Eugène Boudin mostrou uma nova luz pictórica ao seu colega Claude Monet. Isso num tempo em que, revolucionária, a fotografia começava a ocupar, nas artes plásticas, o espaço da pintura.

A Boudin e Monet, logo se juntaram artistas como Gauguin, Pissarro e Corot e então eles decidiram criar uma forma diversa de ver e de fazer arte.

E foi assim que, em 1874, que, numa exposição vanguardista de Paris, Monet mostrou o seu quadro “Impressao, Nascer do Sol”, cuja cena marinha fora pintada na Normandia.

Entre as localidades a serem visitadas hoje, as intrigantes falésias de Etretat, o agitado porto de Le Havre a a catedral gótica de Roen devem constar do roteiro.

E há ainda outras cidades elegantes a visitar, caso de Honfleur e Deuville.

E quando a fome apertar, nada como fazer um piquenique combinando, além de pães, do patê e dos queijos, o suco de maçã e a sidra ou o espumante típico da região normanda de Calvados.

E você, planejando ir a Paris e esticar pelas paisagens naturais da Normandia? Ou vai ficar por aqui esperando do dia D, aquele famoso dia de não viajar para lugar nenhum?