Não vai dar para o Lula dizer que não conhecia Pizzolato

  • Por Jovem Pan
  • 24/10/2015 12h16
Antonio Cruz/Agência Brasil Henrique Pizzolato chega ao Complexo Penitenciário da Papuda

O comentarista José Nêumanne Pinto fala sobre a extradição do Henrique Pizzolato. O condenado no mensalão deve passar um ano na prisão e depois ter concedida a condição de um regime semiaberto. Nêumanne destaca que as leis de execução penal no Brasil são “muito lenientes”. Para o comentarista, um emprego no Banco do Brasil, onde Pizzolato era diretor, era algo muito importante. O executivo, em sua chegada ao Brasil, terá que responder por outros crimes, que, segundo Nêumanne, podem não contornar essas execuções penais. Ele questiona ainda a diferença entre Pizzolato e um “batedor de carteiras” no Maranhão, por exemplo.

*Ouça o áudio completo