O mundo está em alerta enquanto não chega dia de plebiscito na Ucrânia

  • Por Jovem Pan
  • 10/03/2014 14h45
Confronto entre ativistas pró-Rússia e pró-Ucrânia

Na finalização do Jornal da Manhã desta segunda-feira, o comentarista Joseval Peixoto analisa novamente a situação da Ucrânia. 

Uma imagem que circulou as capas de jornais do mundo inteiro nesta segunda é a de ativistas pró-Russia agredindo um manifestante pró-ucrânia, como é possível conferir acima, em Sevastopol, importante cidade na região autônoma da Crimeia, onde Moscou possui uma base naval.

As autoridades consideram não considerar o referendo marcado pelo parlamento da Crimeia para o próximo domingo, dia 16. O EUA diz que não reconhecerá anexação da região pela Rússia, o assunto do referendo. Como forma de pressão, o Pentágono anuncia o envio de 12 caças F-16 e 300 militares para a Polônia, que faz fronteira com a Ucrânia, sob o pretexto de ajudar a monitorar o espaço aéreo.

Putin, por sua via, considera as autoridades pró-Rússia na Crimeia legítimas, e as eleitas em Kiev como ilegítimas. “O mundo está em alerta”, finaliza Joseval.