O petismo enraizado em SP e a cultura sustentada pelo Estado

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2017 11h42
SP - DORIA/MUSEU/ARTE DE RUA - GERAL - O secretário municipal de Cultura, André Sturm durante apresentação com o prefeito de São Paulo, João Doria, nesta quarta-feira(24), na sede da prefeitura, no centro da cidade, dos projetos selecionados na primeira etapa do Museu de Arte de Rua (MAR), dedicado a valorizar e divulgar a arte urbana. O primeiro mural será pintado a partir de domingo(28) na Rua Moacyr Vaz de Andrade, no Tucuruvi, na Zona Norte da cidade. FOTO: MARCELO CHELLO/CJPRESS 24/05/2017 - Foto: MARCELO CHELLO/CJPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO André Sturm

Theatro Municipal de São Paulo deve R$ 1,6 milhão a 14 músicos estrangeiros.

Vindos de países como Áustria, Itália e Alemanha, os artistas se apresentaram em 2016 e deveriam ter recebido até o fim do ano passado.

Marco Antonio Villa comenta: Quero comentar sobre o secretário municipal da Cultura, que está sofrendo um ataque de petistas criminosos que querem manter as benesses do Jaiminho.

Eles ocuparam o prédio, queriam mais dinheiro da nova gestão e não queriam sequer prestar contas.

O petismo é um mal que vai demorar décadas para ser extirpado do Estado brasileiro.

Onde já se viu a cultura ser sustentada pelo Estado? Isso é um absurdo. Para ser cultura, tem que ser livre.

Não dê um passo atrás, sr. secretário.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.