O rei da Prússia e o moinho: há juízes em Berlim

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2015 11h32
Frederico II

A revista Veja mostra clamor, súplica e choro dos empresários que participaram da Operação Lava Jato, dizendo que Lula os abandonou.

É assustador o simples fato de cogitarem a possibilidade de o ex-líder máximo do Executivo interferir em uma questão judicial. Os poderes são absolutamente independentes.

Ninguém tem o poder de amordaçar um juiz.

Para exemplificar, Joseval conta a história de um rei prussiano do século XVII, Frederico II, que queria destruir um moinho de Berlim que atrapalhava a visão e expansão de seu castelo.

Diante da recusa do moleiro de vender a propriedade, o monarca ameaçou tomar-lhe o moinho, ao que o plebeu respondeu: “Ainda há juízes em Berlim”.

Frederico II limitou-se a puxar o carro e ir embora.