Palocci só fez o que fez com a chancela de Lula

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2016 07h54
Roosewelt Pinheiro/ABrJosé Dirceu, ex-presidente Lula e Antonio Palocci em reunião no Palácio do Planalto em 2004

Marco Antonio Villa comenta que, com a prisão decretada na Lava Jato, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci vai para “onde ele deve estar”. O comentarista lembra dois casos: “empréstimo do BNDES envolvendo um banco africano e uma empreiteira favorecida pelo projeto criminoso” e, no “final de 2010, (quando Palocci) recebeu R$ 20 milhões para pagar gastos das campanhas do PT, supostamente pela sua consultoria”.

“Final de 2010 recebeu R$ 20 milhões para pagar gastos das campanhas do PT supostamente pela sua consultoria”, diz Villa. “Nunca a elite brasileira esteve tão fraca como agora”, afirmou. “Ou nós destruímos essa elite, ou o Brasil será o mesmo”, concluiu.

“Palocci não poderia ter feito nada disso sem a chancela do chefe da quadrilha, Luiz Inácio Lula da Silva”, entende também o historiador.

“Esse é um momento decisivo da história do Brasil”, opina.