Pichação não é arte, é sujeira

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2017 09h20
ACOMPAÑA CRÓNICA:BRASIL ARTE BRA50. SAO PAULO (BRASIL), 25/01/2017.- Vista de grafitis hoy, 25 de enero de 2017, en el centro de la ciudad de Sao Paulo (Brasil). La ciudad, capital brasileña del grafiti, le ha declarado la guerra al arte urbano y ha comenzado a pasar la brocha en los muros de la mayor ciudad de Suramérica, cubriendo de gris las paredes de la ya de por sí conocida como "Cidade Cinza". El nuevo alcalde de Sao Paulo, el empresario Joao Doria, ha emprendido un "cruzada" particular contra la "pixação", un tipo de grafiti típico de la capital paulista que consiste en escribir, la mayoría de veces de manera ilegible, sobre muros, paredes o fachadas. EFE/Sebastião MoreiraPichação em prédios do centro de São Paulo

Mais seis pichadores são detidos durante o fim de semana em São Paulo. Desde o início do ano, 70 pessoas foram levadas a delegacias por pichações.

Marco Antonio Villa comenta: e faz muito bem. Tem de denunciar sim. Pichação não é arte, é sujeira.

Assista ao comentário completo: