Por que o governo não intervém no Rio?

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2017 10h06
O vice-presidente da República, Michel Temer, participa de evento com empresários da indústria de todo o estado, na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), no centro da cidade (Tânia Rêgo/Agência Brasil)Prefeito Eduardo Paes

Ministério Público Federal denuncia Sérgio Cabral e mais seis por corrupção na saúde do Rio de Janeiro.

A Operação Fatura Exposta identificou que a organização liderada pelo ex-governador recebeu propinas de mais de 16 milhões de reais entre 2007 e 2014

Marco Antonio Villa comenta: só na saúde, porque no “quantum”, passa de um quarto de bilhão só para Sérgio Cabral.

Tendo em vista que os três poderes do Rio estão carcomidos e o crime organizado tomou a cidade, o caso é de intervenção federal.

Mas há dois motivos para isso não ocorrer: uma intervenção proibiria a tramitação de uma PEC, Proposta de Emenda Constitucional e o governo Temer não tem autoridade para fazê-lo.