Produtores portugueses voltam a priorizar castas locais; veja opções

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2016 17h58

Quinta do Ameal foi responsável pelo ressurgimento da casta Loureiro

Reprodução Quinta do Ameal foi responsável pelo ressurgimento da casta Loureiro

No Enoteca JP, o especialista Esper Chacur costuma criticar o fato de muitos produtores portugueses deixarem de lado as castas locais e optarem pelas francesas e até italianas. Na contramão disso, no entanto, há vinículas que preferem valorizar o produto local, seja em vinhos monocásticos ou blends.

A Quinta do Castro, por exemplo, merece destaque especial. Ela coloca no mercado vinhos com castas portuguesas com um terroir muito apreciável, com gostinho de terras portuguesas.

Outra boa opção é a a Esporão, que luta muito pelo vinho português. O trabalho da Quinta do Ameal também merece destaque, já que foi responsável pelo resgate da casta Loureiro.

Confira o comentário completo no áudio.