Proibir doação de empresas a candidatos é cair em hipocrisia

  • Por Jovem Pan
  • 05/09/2016 12h49
Antonio Cruz/ABr ABR - Fernando Haddad em 2010

A proibição de doação de pessoas jurídicas criou uma modalidade de doação disfarçada.

O principal doador da campanha de Fernando Haddad para a reeleição em São Paulo, por exemplo, é Walfrido dos Mares Guia, dono de uma grande rede de educação.

No Rio, os doadores de Pedro Paulo são donos de empresas com contratos com a Prefeitura.

Mantém-se a rede de interesses, mas se disfarça a forma.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.