Rússia estreia na Copa em meio a nacionalismo agressivo

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2014 12h38

A Rússia que entra em campo contra a Coreia do Sul na noite desta terça-feira (17), em Cuiabá, não é uma ameaça para as potências futebolísticas na Copa 2014. No entanto, nunca se sabe, o selecionado russo pode avançar no torneio devido à fraca competição na sua chave, que tem também Bélgica e Argélia, segundo o comentarista JOVEM PAN Caio Blinder.

Ele explicou que não é esse avanço russo que deve preocupar. A ameaça mesmo é o frenesi patriótico vitaminado por Vladimir Putin. A Rússia é hoje país de nacionalismo exacerbado, fervoroso e agressivo. Existe a sensação de um país que está novamente no topo depois das humilhações com o colapso da União Soviética.

Ouça a análise completa no áudio.