Saia do império da preguiça e visite Petrópolis, a cidade imperial brasileira

  • Por Jovem Pan
  • 20/10/2015 18h45
Cidade Imperial

Olá ouvintes de Minuto Turismo, meu nome é Silvio Cioffi e hoje vamos falar de Petrópolis, a cidade imperial brasileira

Dividida em cinco distritos – Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e Posse -, a região montanhosa de Petrópolis é coberta por mata atlântica. Petrópolis, a cidade imperial própriamente dita, fica incrustada na serra, a 68 km do Rio.

A rigor, a cidade já nasceu coroada, em 1822, quando d. Pedro I resolveu fazer uma estância no chamado Caminho do Ouro. E esse Caminho do Ouro era uma estrada que ligava, desde 1724, os Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Oficialmente inaugurada em 1843, Petrópolis, logo ganhou prédios importantes, caso do Palácio Imperial, residência de d. Pedro II, concluído em 1864 em estilo neoclássico e hoje transformado no Museu Imperial, um dos mais visitados do Brasil – e dono de um acervo que inclui a coroa imperial de ouro com 77 pérolas e 639 brilhantes.

O inventor Alberto Santos-Dumont também deixou a sua marca na cidade e erigiu a menor e mais graciosa das casas dos famosos, um chalé pendurado na rua do Encanto – e apelidado de “A Encantada”, onde, hoje, há um mini-museu.

Supersticioso, o Pai da Aviação fez a escada que dá acesso à casinha de modo que só se pode subir começando com o pé direito. Outro prédio emblemático, a catedral teve sua pedra monumental lançada em 1894 e foi construída em estilo neogótico.

Lá estão os despojos de d. Pedro II e de sua mulher, a austríaca imperatriz Leopoldina. E, além de casas aristocráticas, Petrópolis também tem uma imensa tradição gastronômica.

Na estrada União e Indústria, que liga Petrópolis a Juiz de Fora, em Minas Gerais, cruzando a serra fluminense, é em nossos dias endereço de restaurantes tradicionais de influência francesa, alemã, portuguesa e muito mais.

E você, considerando em driblar a alta do dólar e visitar Petrópolis, a cidade imperial brasileira? Ou vai ficar por aqui, dominado pelo império da preguiça?