São Paulo disponibiliza testes gratuitos para HIV até fim da semana

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2014 20h13

Todo dia é dia de lutar contra Aids.

Precisou da efeméride da data, para sabermos que o Brasil deu vários passos para trás, no combate à epidemia.

Hoje há 718 mil pessoas no país vivendo com o vírus HIV, 313 mil recebem medicação mensalmente.

A má notícia é que muita gente infectada nâo sabe que é portadora do HIV e que pode morrer da doença.

Não custa lembrar que basta ter relação uma vez com quem está infectado que você já foi exposto e pode contrair o vírus.

As campanhas relaxaram e param de divulgar o fato como se o risco não existisse mais.

Um terço dos jovens náo usa camisinha nunca ou raramente…

Ao contrário do resto do mundo, onde a Aids diminuiu 32%, a doença cresce aqui no Brasil. Na última década os casos aumentaram 68% entre os jovens brasileiros de 15 a 24 anos.

Segundo o Ministério da Saúde, na população geral do Brasil, 4 em cada 1000 pessoas são portadoras do vírus HIV, entre os homossexuais a proporção aumenta: 100 em cada 1000.

Até o final do dia mais 30 pessoas irão morrer do vírus e outras cem serão infectadas…

É inadmissível que uma doença controlável, que dispõe de recursos para tratamento e prevenção, continue matando.

O Brasil tem todas as condições de reverter essa trajetória macabra. Afinal somos o país que um dia, começou a distribuir gratuitamente o coquetel antiaids…

Se as novas gerações desconhecem que se pode morrer de Aids, que tal relembrar os cuidados que devem ser tomados? O governo abandonou as campanhas que poderiam ser bem mais elucidativas.

Nesta semana o estado de São Paulo vai disponibilizar testes gratuitos para HIV em quase todos os municípios, distribuir preservativos e folhetos explicativos. È um começo mas ainda é pouco​.

A luta contra a Aids é também uma guerra de comunicação.