Será através de Curitiba que poderemos dizer que vivemos em uma República

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2016 10h59
BRA09. CURITIBA (BRASIL), 14/09/2016.- El fiscal Deltan Dellagnol ofrece una rueda de prensa hoy, miércoles 14 de septiembre de 2016, en Curitiba (Brasil). Dallagnol, responsable del caso Petrobras, acusó hoy al expresidente brasileño Luiz Inácio Lula da Silva de ser el "comandante máximo" de la red de corrupción en la petrolera estatal, que movió miles de millones de dólares. EFE/Geraldo BubniakDeltan Dallagnol oferece denúncia contra Lula em Curitiba em setembro de 2016

O comentarista Marco Antonio Villa destaca os desdobramentos da 35ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Omertà. Diferentemente das semanas anteriores, há uma aceitação em relação à operação.

Villa ressalta que as exposições devem ocorrer, porque são como uma satisfação para a população brasileira e as repercussões “quase zero” mostram que as acusações são inequívocas.

Eu gostaria que a OAB fizesse o seguinte: “nós sugerimos a eles não defender corrupto. Isso mudaria a história do Brasil”.

Assista ao comentário completo: