Supostos representantes dos pobres foram desmoralizados

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2017 13h15
RAFAEL ARBEX/ESTADÃO CONTEÚDOHomem usa crack na Praça Princesa Isabel

Durante 11 dias, os militantes do movimento pró-cracolândia acusaram o governador de elitismo e o prefeito de higienismo.

Nesta semana, pesquisa Datafolha mostrou que 80% aprovam a ação conjunta entre Doria e Alckmin na cracolândia.

Essas associações pró-crack festejaram a ação judicial que impediu a internação compulsória.

Jornalistas, gigolôs de ONGs e outros defensores do movimento defenderam que apenas uma mudança social pode acabar com a cracolândia.

Foram todos desmoralizados pela pesquisa.

Os representantes dos pobres foram desmoralizados pelos representados.

Ouça o comentário completo de Augusto Nunes: