Veja os destaques dos programas de televisão do PSDB e do PT

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2014 13h21

Reinaldo, e os respectivos programas de televisão do PSDB e PT neste domingo? Algo a destacar?

O tucano Aécio Neves aproveitou seu tempo para agradecer o apoio de Marina Silva, e encaixou uma crítica política à forma como o PT governa, afirmando que a líder da rede não pediu nada em troca, a diferença sugerindo do que hoje se faz por aí.

Foram ao ar também as cenas da adesão da família de Eduardo Campos ao candidato tucano. Um trecho da carta de Renata, a viúva, foi lido pelo filho João, herdeiro político do clã: “O Brasil pede mudanças. O governo que está aí tornou-se incapaz de realizá-las… Aécio, acredito na sua capacidade de diálogo e gestão”, diz o jovem.

A propaganda de Dilma enveredou por outro caminho: a maior parte do tempo foi empregada para tentar desconstruir Aécio, seguindo os passos do que a legenda fez com Marina.

E lá foi o PT tentar convencer a população de que, antes de o partido chegar ao poder, só havia trevas por aqui. Num dado momento, o programa de Dilma sustenta: “Nos governos tucanos, uma lei limitou a criação de escolas técnicas”. Ai meu Deus! É uma mentira que começou a ser veiculada em 2006. Vejam lá no meu blog o que diz  o parágrafo 5º da Lei 9.649, ele estabelecia apenas que as escolas técnicas deveriam ser criadas pela União em pareceria com estados e municípios.

Aprofundem a pesquisa, cheguem a fontes oficiais. No governo FHC, foi instituído o Programa de Expansão da Educação Profissional (Proep), com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Além de criar novas escolas técnicas estaduais e comunitárias, houve recursos para modernizar as federais já existentes. As matrículas nesses estabelecimentos cresceram 41% nos dois últimos anos do governo FHC. Eu estou apenas lidando com fatos. Mais. O horário eleitoral do PT diz que as gestões petistas criaram “422 escolas técnicas”, e o site “Muda Mais”, aquele de Franklin Martins, afirma ser isso o triplo do que se fez em cem anos no Brasil.

Pois é… Sabem quantas escolas técnicas geridas com dinheiro do estado existem só em São Paulo? 217 ETCs e 63 FATECs. Reitero: eu estou falando apenas de São Paulo. Há mais: como provou em 2010 Paulo Renato Souza, que fora ministro da Educação de FHC, entre 1998 e 2002, o governo tucano aprovou 336 projetos de escolas técnicas: 136 para o segmento estadual, 135 para o comunitário e 65 para as escolas técnicas federais. A partir de janeiro de 2003, primeiro mês do governo Lula, o Proep foi interrompido. Em 2004, o Ministério da Educação, atenção para o crime,  devolveu ao BID US$ 94 milhões não utilizados!

Às vésperas da eleição de 2006, sem ter nada a oferecer na área, o governo petista retomou 32 projetos do Proep (de um total de 232 interrompidos), federalizou-os e saiu cantando vitória.

Isso que estou a afirmar aqui são apenas dados factuais. Os candidatos têm o direito de vender o seu peixe, e os ouvintes, o direito de saber a verdade. Atacar e se defender politicamente é do jogo. Mas mentir é falta grave.