Visita de premiê japonês a Pearl Harbor é simbólica

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2016 10h59
Shinzo Abe

Primeiro-ministro do Japão chega ao Havaí para visita histórica de dois dias a Pearl Harbor.

Ao lado de Barack Obama, o premiê Shinzo Abe participará de cerimônia, 75 anos após o ataque surpresa à base naval americana.

Marco Antonio Villa comenta: em dezembro de 1941, quando há o ataque surpresa a Pearl Harbor, entram os EUA na Guerra. Até 22 de junho, seis meses antes, quando a Alemanha invade a União Soviética, era uma guerra europeia.

As batalhas travadas no Pacífico são terríveis. E é simbólica a ida do primeiro-ministro japonês, até para pedir desculpas pelo ataque.

A Constituição japonesa é uma constituição pacifista. Só acabou o militarismo japonês após a ocupação norte-americana. A modernização do Japão está umbilicalmente ligada à dominação americana após a II Guerra.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.