Constantino: ‘Extrema esquerda perde nas urnas e tenta governar por meio do tapetão chamado STF’

Declaração foi feita pelo comentarista durante sua participação no programa 3 em 1 desta quinta-feira, 10, que discutiu o julgamento do STF sobre a Copa América

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2021 18h05 - Atualizado em 10/06/2021 19h34
Jovem PanComentarista disse que ações contra a Copa América querem desgastar o governo

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgam nesta quinta-feira, 10, ações que querem barrar a realização da Copa América no Brasil. O julgamento sobre o tema, que acontece em plenário virtual e vai até às 23h59 de hoje, já conta com voto de cinco ministros da Corte. Até o momento, Cármen Lúcia, que é relatora de duas ações, se posicionou favorável à realização do evento esportivo, que começa neste domingo, 13, em Brasília. Da mesma forma, os ministros Marco Aurélio e Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin seguiram o voto da relatora nos dois processos, também se posicionando pela manutenção da competição. Embora também seja favorável à competição, o ministro Lewandowski, relator da ação apresentada pelo Partido dos Trabalhados (PT), defendeu que o governo federal apresente, no prazo de 24 horas, um planejamento “compreensivo e circunstanciado” para garantir a segurança do torneio e que os quatro Estados sede do evento também “divulguem e apresentem ao Supremo Tribunal Federal, em igual prazo, plano semelhante”. Edson Fachin seguiu o voto de Lewandowski. Na ação do PSB relatada por Cármen Lúcia, no entanto, Fachin divergiu e deferiu “parcialmente o pedido de liminar” e determinou que seja elaborado pelo presidente Jair Bolsonaro, em 24 horas, um Plano de Mitigação de Riscos da Covid-19 específico para a Copa América.