Juíza veta visitas a Lula

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2018 20h22
EFE/Gustavo GranataEx-presidente Dilma Rousseff e a senadora Gleisi Hoffmann foram barradas na sede da PF, em Curitiba

A ex-presidente Dilma Rousseff esteve, nesta segunda-feira (23), em Curitiba. Sua ideia era visitar Lula na cadeia. Era.

A juíza Carolina Lebbos, da Décima Segunda Vara de Execuções Penais, vetou a entrada de um grupo de deputados federais na cela do petista. Mais do que isso. Ela emitiu uma decisão vetando qualquer visita ao ex-presidente que não sejam advogados ou familiares.

Assim, ficarão sem ver Lula, entre outros, Dilma Rousseff, Gleisi Hoffmann e Ciro Gomes. Para a magistrada, permitir essas inúmeras visitas pode prejudicar o funcionamento da Polícia Federal.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, chamou a decisão de “prepotente, arbitrária e ilegal”.

Sem visitar o antecessor, Dilma participou do chamado “boa tarde ao presidente Lula”. Foi hilário…

No 3 em 1 desta segunda-feira, 23, Patrick Santos mediou um debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza, Marcelo Madureira e Denise Campos de Toledo.

Os três concordaram que a decisão da juíza é correta. Vera afirmou que não tem sentido uma romaria de políticos à cela de um apenado. Andreazza e Madureira fizeram piada com o “boa tarde, Lula”. Andreazza brincou que sentiu até uma nostalgia ao ver esse vídeo. Madureira disse não ter ficado surpreso, pois para quem saudou a mandioca, saudar Lula é normal.