Pré-candidatos criticam o Supremo

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2018 20h38
Carlos Moura/SCO/STFMaioria criticou o comportamento recente do tribunal e alguns defenderam até mudanças na sua composição

O Supremo Tribunal Federal é um dos temas mais frequentes no programa. Com as decisões dos ministros em evidência, a Corte virou assunto também para os pré-candidatos à presidência.

A maioria deles criticou o comportamento recente do tribunal e alguns defenderam até mudanças na sua composição. Jair Bolsonaro, por exemplo, quer elevar de 11 para 21 o número de magistrados.

Geraldo Alckmin chamou a proposta de Bolsonaro é coisa do tempo da ditadura. Para o tucano, o que deve ser discutido é o tempo de mandato. Talvez estipular um teto de 15 ou 20 anos.

O senador Alvaro Dias afirmou que a indicação de ministros deveria ser feita por meio de lista tríplice, seguindo critérios de meritocracia e atividades na carreira dos candidatos.

Ciro Gomes não falou especificamente sobre o Supremo, mas disse que o Judiciário brasileiro e o Ministério Público precisam voltar para o seu quadrado. O pedetista defende o que ele chamou de ‘restauração do poder político no país’.

No 3 em 1 desta quinta-feira, 05, Vitor Brown mediou um debate sobre o tema entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira.

Vera disse que essa ideia do Bolsonaro é uma bravata. Andreazza também criticou a proposta, mas cobrou uma postura mais correta do STF. Segundo ele, a Corte deveria, por exemplo, parar de legislar. Madureira, por fim, chamou Bolsonaro de despreparado.