‘Ministros do STF são hoje a maior ameaça à democracia’, diz Constantino

Declaração foi feita durante a participação do comentarista no programa 3 em 1 desta sexta-feira, 19

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2021 17h59 - Atualizado em 19/02/2021 18h24
Jovem PanComentarista disse ainda que os ministros da Corte vivem em uma bolha

A sessão deliberativa da Câmara dos Deputados que irá analisar o caso do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) acontece nesta sexta-feira, 19. O parlamentar bolsonarista foi preso na noite de terça-feira, 16, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, após a publicação de um vídeo com apologia à Ditadura Militar e diversos ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Se nas primeiras horas após a detenção de Silveira a maioria dos deputados defendia a revogação da prisão, a tendência, por ora, é que haja ao menos 300 votos favoráveis à manutenção da detenção. Segundo o comentarista Rodrigo Constantino, o STF voltou a agir de forma contrária à democracia. “Hoje, essa configuração sofrível do Supremo Tribunal Federal tem sido a maior ameaça à própria democracia”, disse o comentarista, que continuou, afirmando que a entrevista concedida por Luiz Fux, presidente da Corte, à Folha de S. Paulo é “assustadora” e que os demais ministros da Corte vivem em uma bolha. “O que a sociedade não tolera é a soltura de alguém como Lula, alguém como Dirceu, alguém contra o André do Rap, líder do PCC”, concluiu.

Constantino também disse que o julgamento sobre a prisão de Silveira era um episódio muito importante: “O quão irônico é uma coisa dessas. O deputado foi preso ignorando sua imunidade material parlamentar. Ele mencionou o AI-5, agrediu a democracia e ministros do supremo”, destacou Constantino, que continuou: “Temos um dia muito importante para nossa democracia hoje. O que está sendo votado e já era pra ter sido no começo da semana é a Autonomia da Casa do Povo. Independência dos poderes”. As declarações foram feitas durante a participação do comentarista no programa 3 em 1 desta sexta-feira, 19. Na edição do programa da última quinta-feira, 18, Constantino já havia criticado a prisão, dizendo que “está receio de criticar os ministros do STF por um eventual medo das repressões”.

Confira a íntegra da edição do programa 3 em 1 desta sexta-feira, 19: